O dia acabou

31 agosto, 2016
Ei, você. O dia acabou. O mês acabou. Logo o ano acaba também. E o que você fez? Quais planos concretizou? Quais lugares conheceu? Quantas pessoas abraçou? A vida é líquida demais para nos enchermos de "ses". Quando dermos conta, ela já vai ter escorrido pela nossa mão sem nem percebermos. Então vai lá, deixa uma luzinha acesa. Na sala, no quarto, dentro de você. Não deixa esse brilho chamado esperança apagar mesmo que as coisas pareçam difíceis.


Porque vou te falar com todas as letras: AS COISAS PASSAM. E isso vale pras boas também. Não adianta se prender feito uma rocha no meio do caminho e dizer que ali está bom. Sempre tem um lugar melhor no fim da estrada. Sabe aquela velha historia do arco-íris que você cansou de escutar? 

Não se preocupa, não. Não pense que está muito tarde só porque o dia acabou. Amanhã haverá outro primeiro. E ainda terão muitos mais...

A vida pode estar difícil, eu sei. Enquanto você está lendo isso pode estar pensando como amanhã seria um belíssimo dia para não levantar da cama. Talvez uma semana. Talvez um mês. Talvez o brilho do sol ou o barulho da chuva não sejam tão convidativos como eram antigamente. E eu não te culpo. Baita aventura é esse tal de viver. Tem horas que parece que a gente perde as forças e nem adianta tentar. Mas lembra o que eu disse antes? Pode adotar esse clichezão mesmo porque PASSA. Vai viver. Vai tentar. Mesmo que doa depois. Mesmo que não dê certo.

Pare de esperar o momento certo. Ele é exatamente quando você sente que é a hora. Aquela intuição, o aquecer no peito, a vontade sem explicação. E você pode estar perdendo exatamente por medo.

Ah, o medo. Esse insistente que bate na porta e tenta a todo custo se acomodar na nossa vida. Pegar todo o espaço pra si e te deixar ali, encostado no canto, se perguntando como é que foi ficar assim. Não perca as rédeas da sua vida. Se for preciso, arrisque. Se for preciso, fique. Se for preciso, beije. Se for preciso, deixe ir. Se for preciso, mude. Se for preciso, defenda quem você é. Só não espere ser o último agosto para perceber que tudo poderia ser diferente...

Testei: Vaniday

28 agosto, 2016
Olá, galerinha linda. Tudo bem com vocês? Gosto sempre de reforçar aqui no blog sobre auto-estima e como devemos sempre nos amarmos por dentro e por fora também. Sabendo disso, a Vaniday me convidou para experimentar seus serviços.

Mas o que é Vaniday?
"A Vaniday é uma plataforma online para encontrar e agendar experiências de beleza e bem-estar. Os clientes podem descobrir salões em suas regiões e novos serviços que surgem no mercado, além de consultar a disponibilidade de datas e horários, comparar preços, marcar os serviços desejados em alguns cliques e realizar pagamentos online".

E como eu utilizo?
Após baixar o app que é disponível para Android e IOS, você pode encontrar o serviço que você procura pelo menu rápido, ou digitando na barra de busca (1). Há a opção de colocar sua localização atual, ou algum endereço específico. Logo você encontrará uma lista de locais que oferecem o serviço buscado, e os preços, tudo bem detalhado (2).

Escolhido o local, é hora de agendar o melhor dia e horário. É só navegar pelo calendário até encontrar a reserva disponível que você precisa (3). Ah, e dá pra filtrar por um profissional específico, ou deixar a opção de primeiro profissional disponível para atendimento.


Agora chegou a hora de escolher a forma de pagamento.Você tem a opção de pagar no salão ou fazer o pagamento online via cartão de crédito (só fique atento que alguns salões não aceitam essa função) (4). Após todas as etapas concluídas, você verá a tela de confirmação de agendamento (5). Daí é só correr pro abraço e ficar mais linda!


Qual foi o local escolhido?
Eu escolhi o Sobrancelhas Design Campo Belo, que me foi muito bem recomendado, e porque precisava dar um upgrade nas bichinhas haha. Eles lá utilizam um tratamento que hidrata e estimula o crescimento dos fios, dando o formato exato para cada tipo de sobrancelha. 

Como a minha é cheia de falhas será preciso mais algumas sessões para que o formato fique perfeito. Mas já deu uma diferença ENORME! Fiquei encantada e super recomendo.As meninas que trabalham lá são super atenciosas, da recepcionista à dona! Explicam todo o procedimento da melhor forma possível, esclarecem dúvidas e respeitam muito o gosto do cliente.

Além da Fanpage, elas também possuem um instagram (@sobrancelhasdesigncampobelo) com várias imagens que mostram o milagre que essas meninas fazem!

Qual é o veredito final?
O processo de agendamento foi super simples e fácil! Com alguns cliques já estava tudo pronto. Houve uma pequena confusão com minha forma de pagamento no dia, mas que foi rapidamente esclarecida, o que mostra que o atendimento do app está pronto para imprevistos. Foi uma experiência incrível! Obrigada, Vaniday por proporcionar isso. 



4 motivos para você assistir Fuller House

15 agosto, 2016
Como eu estava sentindo falta de falar de séries por aqui! Com a vida corrida, realmente me faltou tempo até para assistir coisas novas. Mas quando eu soube que Fuller House havia lançado, precisei parar tudo e passar algumas (boas) horas assistindo. Nesse spin-off com o selo Netflix de qualidade, é DJ que se vê sozinha com os filhos pequenos para criar. É então que Stephanie e Kimmy se dispõe a ajudar, sempre com a ajuda dos adultos. 

Se você ainda não viu, vou listar alguns motivos para você fazer a mesma coisa que eu e aproveitar essa delicinha de série:


1. Tem um gostinho de nostalgia
Se você foi criança nos anos 80 e 90, com certeza já assistiu a algum episódio de Full House, ou como ficou conhecida aqui no Brasil, Três é Demais. Televisionada durante anos pelo SBT (e pela TV Colosso na Globo), a série contava a história de Danny Tanner e suas filhas. Após ficar viúvo, Danny chamou seu cunhado e seu melhor amigo para ajudá-lo nessa dura tarefa que é ser pai de três meninas. Todos riram e se emocionaram com as histórias dessa família. E fomos apresentados às gêmeas mais famosas de Hollywood: Mary-Kate e Ashley Olsen. Embora elas não estejam na nova versão, ainda sentimos esse clima de "infância" e o saudosismo gostoso.

2. Eles conseguiram manter o nível da série
Sempre quando há uma nova versão de algo, fica aquele medo de não ser tão bom quanto o original. Afinal, as crianças cresceram, os adultos envelheceram e todos mudaram muito. Mas, em Fuller House, o nível foi mantido. Piadas muito bem sacadas, e até mesmo o ritmo dos episódios é parecido com a versão original. Você consegue rir e se emocionar (quem não sente um calor no coração quando tudo se resolve e todos se abraçam?).



3. A Netflix disponibilizou todas as temporadas de Full House
Para quem é adepto das maratonas, a Netflix fez o favorzão da vida e colocou TODAS as temporadas disponíveis. Eu já estou me preparando para assistir porque a saudade é demais. Então se a sua desculpa era não lembrar direito da trama, já pode assistir tudo e emendar com a versão nova. E olha, aposto que mesmo assim, você ficará com gostinho de quero mais...

4. Já está renovada para a próxima temporada
Todos comemoram! A Netflix já garantiu mais uma temporada, que virá em breve por aí. E eu confesso que estou muito curiosa pra saber o que vai acontecer! (Sem spoilers, Dai.)


E se depois de todos esses motivos, você ainda se recusa à assistir, a Steph tem um pequeno recado para você:


Um look descompromissado e a despedida do vermelhão

11 agosto, 2016
Dia desses me aventurei com algumas blogueiras-muito-amor em um pic-nic em uma praça perto da Avenida Paulista. Conheci pessoas novas, revi as amigas e me aventurei - mais uma vez - nas fotos de look. Vocês que acompanham sabem que essa não é minha especialidade. Mas eu preciso confessar que me divirto muito tentando tirar fotos decentes. *risos*


Sendo conceitual no Starbucks




Os clicks mais uma vez foram da lindíssima cerejinha Simone Montilares, do Agridoce Cereja. E eu fui simplesmente eu: Cabelo desgrenhado, sorriso aberto e jeito ainda tímido frente à câmera - esse último estou trabalhando para mudar. O ambiente também ajudou muito para completar a beleza das fotos. Além do parque também fotografamos um pouquinho no Starbucks, onde paramos para beber um café e conversar sobre tudo.


Essas foram as últimas fotos que tirei com o cabelo vermelho "cereja". Tomei coragem e realizei uma vontade antiga... Me joguei no laranjinha! Em breve mais informações dessa minha jornada ruiva no blog...


Look
Cropped: Emme | Saia: Pool/Riachuelo | Meia: Trifil | Bota: Dafiti | Batom: Nyx