Eu não quero falar de nós

02 agosto, 2015
Créditos: lailajuliana

Eu sei que temos muitas pendências. Que todo o não-dito virou uma bola de neve e esmagou tudo o que tínhamos. Eu sei que existem desculpas a serem feitas e aceitas, e aquelas velhas frases de "eu poderia ter feito melhor". E não é que eu não queira escutar. Eu adoraria poder perceber que, no fim das contas, todo aquele mal que fizemos um para o outro morreu. Mas eu não quero falar de nós. Pelo menos não do que éramos ou deixamos de ser. Não vale a pena reviver tanta mágoa que foi deixada pra trás naquele último adeus - que nem foi tão adeus assim, no fim das contas. Muito menos o último deles.

A vida seguiu. Tanta gente passou por mim e por ti. Tanta coisa aconteceu e mesmo assim tenho a impressão que ficamos parados no mesmo lugar. Ainda é fácil falar das mesmas casualidades. Ainda é fácil fazer as mesmas piadas e rir das mesmas coisas. Ficou menos complicado falar dos medos. Só não consigo mesmo falar de nós. De você, eu e aqueles dias confusos que ambos não conseguimos esquecer. Talvez seja essa trava mesmo, imposta pelo medo de reviver lembranças ruins, que te faz voltar com esse jeito torto de ser e dizer que nunca vai mudar. E que isso é um saco. E é. Não saber ou não querer salvar a si mesmo deve ser difícil.

Não estou aqui para te julgar também. Balanço a cabeça e finjo que entendo que a vida tem mesmo dessas coisas, quando no fundo, eu nunca entendi nada.

E foi não entendendo que te deixei partir. E entendendo menos ainda te vi voltar. Logo eu, que sempre gostei de tudo explicado tim tim por tim tim. Que gosto tanto dos pingos nos is, que sempre deixo tudo na mesa - inclusive meu coração . Tive que engolir toda sua indecisão a seco e ela desceu quadrada, esmagando tudo que via pela frente. E doeu, viu? Hoje eu sei que doeu em você também. E a pose fria escondia o coração derretido. E mesmo sabendo tudo isso, a gente sorri e disfarça o passado. A gente se abraça e esconde o medo do futuro. Futuro que não é mais conjugado no plural. E que a cada dia fica mais no singular. 


19 comentários:

Comente pelo Facebook

  1. Olha, admiro muito quem tem o tom de escrever. Parabéns!!!

    Te convido a conhecer meu blog. Beijos!!
    Instagram @_nosite
    Facebook https://www.facebook.com/nositeblog
    Twitter @nositeblog
    www.nosite.blog.br

    ResponderExcluir
  2. É tão bom colocar tudo pra fora e poder dizer o que pensamos um para o outro. Eu tenho uma disposição enorme em querer concertar as coisas, conversar até que tudo esteja resolvido. Minha sorte foi ter encontrado alguém com essa mesma vontade. Afinal não é todo mundo que tem jeito com as palavras e tem liberdade para se expressar. Além disso, perdoar e começar de novo é preciso mesmo que o passado tenha sido duro ou que o obstáculo seja do tamanho de uma montanha. Estou me aperfeiçoando nisso e vem dado certo, tentar mais uma vez é melhor do que a dúvida do "e se". E se houvesse mais uma conversa? uma tentativa, quem sabe?

    Porém é preciso saber quando o jogo está perdido.

    Eu também estou participando do #BEDA, confira meu último post "Testanto a lente FishEye da Opteka" aqui

    beijos, Sobre Caracóis

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou dessa forma também. Tento sempre entender, conversar e solucionar a situação. Mesmo que essa solução nem sempre seja fácil

      Excluir
  3. Seu texto é tão cheio de sentimento, gostei bastante!
    Beijos
    Bluebell Bee

    ResponderExcluir
  4. Esses textos, por mais pessoal que seja, nos alivia tanto né?
    Li cada partezinha e veio uma história na minha cabeça.
    Enfim, bom Beda pra gente \o/ hahaha
    Um beijo!

    namesmafrequencia.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto muito de escrevê-los e gosto mais ainda quando as pessoas se identificam *o*
      ótimo Beda pra gente \o/

      Excluir
  5. Amo seus textos, sempre emocionantes, muito feliz que você está no beda.

    http://www.eucurtoliteratura.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own, você sabe que adoro seu blog também, Tainan ♥

      Excluir
  6. Que texto maravilhoso, juro que lendo o seu, me bateu uma vontade de escrever <33
    Parabéns, você escreve muito bem, escreve com sentimentos, admiro isso.
    Beijos
    http://www.naoaocontrario.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escreeeeve, Jane \o/ e se postar no blog, me avisa aqui que eu quero ler

      Excluir
  7. seu texto ficou maravilhoso e me fez pensar longe . me identifiquei com muitas coisas que disse ai :)
    beijos

    http://loucaapaixonada22.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha se identificado, Tai. Muito obrigada! ♥

      Excluir
  8. Olá, tudo bem? Entrei para conhecer seu cantinho. Adorei as postagens. O blog está muito bem organizado. Aproveito a oportunidade e faço o convite para que me siga e me visite em meu cantinho também. Será um prazer te receber lá no blog. Beijos!!!
    http://encantosempontocruz-barbie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Acho muito complicado histórias assim, é como se fosse algo "inacabado", não houve um fim, não houve um ponto final, não houve uma explicação; e por mais que a gente queira seguir em frente, é inevitável que em algum momento, a gente acabe voltando para essa história e imaginando como poderia ter sido, ou querendo uma explicação dos motivos por não ter dado certo.

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Mas que texto fantástico! Me tocou tanta vezes e tão profundamente...

    ResponderExcluir
  11. Textooo maravilhoso <3

    http://www.leiturateen.com/

    ResponderExcluir