Eu, vocês

06 março, 2015
Créditos: Lomography

Toda vez que escrevo, uso muito meus sentimentos como base. Engraçado é que as vezes mesmo estando muito triste com alguma coisa, acabo escrevendo um texto alegre, talvez isso se deva ao fato de que eu ainda tenho esperança de que as coisas possam melhorar.

Sempre digo que quem um dia tiver acesso a tudo que já escrevi, terá acesso a todos os cantos da minha mente, da minha alma, do meu coração. E se prestar um pouco de atenção nas diversas mensagens em código, conseguirá me decifrar por completo. Durante muito tempo fui avesso a mostrar o que escrevia justamente por isso, um certo medo de que me vejam verdadeiramente como sou. Com ajuda de alguns amigos aqui e ali, fui aos poucos quebrando essa barreira e por incrível que pareça, isso só me ajudou a escrever mais e mais. 

Não nego que como qualquer escritor, considero ruins muitos textos que tenho, por achar que não desenvolvi bem a ideia que queria passar ou pelo simples fato de acreditar que as palavras não se encaixavam com o que sentia. Mas sempre que mostrava o texto pra alguém, recebia um feedback totalmente contrário ao que imaginava e apesar de achar o texto ruim, eu acabava publicando em diversos locais na internet e recebia diversos comentários que me estimulavam muito. 

Uma vez me perguntaram como consigo escrever de forma que toque as pessoas. Eu não tinha a resposta até hoje, afinal sempre achei que meus personagens eram as minhas mais diversas facetas. Mas não, além de serem eu, eles são todos todos vocês que leem meus textos, que se apaixonam, que sofrem, se desesperam e apesar de todas essas quedas, se levantam, sozinhos ou não, sorriem de si mesmos e seguem com essa batalha diária que se chama vida. 

E aí? Quer entrar no meu mundo e descobrir mais sobre si mesmo?


4 comentários:

Comente pelo Facebook

  1. Acho que as pessoas têm muitas características em comum entre si, por isso é natural escrever algo e várias outras pessoas se identificarem com aquilo, porque que as experiências individuais sejam diferentes, todos acabamos passando por situações parecidas e vivenciando sentimentos parecidos. Às vezes é difícil imaginar que outra pessoa possa passar por algo parecido com o que estamos passando, mas isso acontece com mais frequência do que a gente imagina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade! Se pararmos pra pensar, as situações se repetem em tempos e pessoas diferentes. Loucura isso ahahah

      Excluir
  2. Acho que ás vezes, o medo acaba nos impedindo de chegar ao sucesso.
    Se pensarmos bem, o medo é tipo um bloqueio que impede você de prosseguir em frente, é na minha opinião, o maior obstaculo para o sucesso.

    http://atmosfera-maby.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se não controlamos o medo, ele acaba nos controlando :(

      Excluir