O último suspiro

19 dezembro, 2014
Fazia frio naquela tarde e nem o calor do cobertor conseguia aquecer sua alma. A amargura era tão forte que transpassou as paredes de sua pele e pairava pelo quarto. Os olhos cansados encaravam o nada. Lembravam internamente dos erros cometidos, das pessoas magoadas, das coisas que se arrependeu. Havia tanto pra falar. Tantas pessoas para abraçar. Chorar, talvez. Não sabia ao certo se ainda conseguia tal feito. Engoliu em seco, como havia engolidos todas as palavras gentis que precisava ter dito no passado. Palavras... Nunca as mediu. Sua confiança não era só pose. Seu egoísmo não era só insulto dos demais. Em suas veias corria a sensação de que dominava o mundo. 

BILHETE DA GARRAFA | O ÚLTIMO SUSPIRO

Sempre soube que não era perfeito, mas não se importava com as consequências das suas imperfeições e como elas refletiam em todos que só o queriam bem. E agora ali, prestava contas com sua consciência. Essa, estava finalmente acusando e provando com fatos o quanto sua vida havia sido errada. Mas talvez nem precisasse de todo esse julgamento. A solidão que lhe acompanhou nos últimos momentos era a prova final que precisava para que a sentença fosse dada. 

Agarrou o cobertor, numa tentativa frustrada de encontrar alento. Suspirou. Um suspiro que era um misto de cansaço e medo. De dor física e mental. Ele, que sempre se orgulhou de ser só, agora queria um olhar que o confortasse e as palavras doces que chegariam em seus ouvidos dizendo que tudo ficaria bem. Mas só tinha escuridão. Lá fora, no quarto, dentro de si... 

Se pudesse voltar atrás... Faria tudo igual. Sabia que seu destino era fadado ao vazio. 

Então cansou de lutar. De brigar com sua mente e com o resto do mundo. Cansou da pose, dos insultos, do frio. A única coisa que restaria de tudo aquilo era o escuro. Soltou mais um suspiro, o último suspiro. Descansou, porém não em paz...

18 comentários:

Comente pelo Facebook

  1. Eu sempre tive a visão de que devemos saber medir as palavras, porque não sabemos como elas podem ser recebidas pelas outras pessoas e muitas vezes acabamos machucando os outros, mesmo que sem querer e consequentemente, em algum momento, podemos acabar machucados também...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo, Lenah. Não sabemos como o que dizemos agora irá refletir no futuro...

      Excluir
  2. Nossa, super profundo o seu texto, adoreiiiii :) acho que nosso passado nos torna o que somo hoje, e com certeza somos melhores do que ontem! :D

    www.reinodamoda.com.br

    Beijooos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é verdade! E temos sempre que buscar melhorar pra no fim da vida, estarmos orgulhosos conosco.

      Excluir
  3. Gente, foi muito profundo... Realmente precisamos medir nossas palavras pra não acabar sozinho como o cara da sua história!
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que não só nossas palavras, como atitudes também...
      Obrigada pelo comentário, Ana!
      Beijão

      Excluir
  4. Já disse que adoro seus textos? Sério. As vezes realmente bate aquela coisa de "quero palavras sinceras, palavras pequenas" e que sejam doces e em tons de cuidado, de harmonia. A solidão é boa, mas não sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, Kelly. Primeiramente quero dizer que é recíproco. Adoro seus textos também! *o*
      E é uma honra saber que gosta dos meus também. ♥

      Excluir
  5. Que texto mais maravilha ! Onde você acha tanta inspiração ♥
    http://umagotinhadeestilo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HUASUHAHUSUH Pior que muita gente me pergunta isso, meninas! E não sei bem ao certo, tiro inspiração de tudo ao meu redor. De verdade *-*

      Excluir
  6. Lindo seu texto!!! amei!!

    Parabéns pelas lindas palavras!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own, muito obrigada Natasha!
      Volte sempre ♥

      Excluir
  7. Lindo texto, parabéns!

    Já esta na comunidade de moda ALLANI ?
    www.allani.com.br - > Da para fazer vários looks e seguir blogs lá!

    *Rolando competição de looks de natal! - > http://allani.com.br/concurso/1

    Meu blog - > www.popday.com.br

    ResponderExcluir
  8. Daiany, que talento! Ótimo texto e adorei o nome do blog <3
    Bjs

    www.estephanefaria.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own, muito obrigada Esteph!
      E tenho um carinho muito grande com o nome do blog, acho que ele resume bem o que ele é. ♥

      Excluir
  9. Parabéns pelo texto Dai, super profundo e dramático. Gosto de ler textos assim, pois mesmo que remetam a um personagem fictício em si, sempre vem com um pouco de nós e do que estamos passando no momento... Sei disso pois também escrevo. Continue escrevendo, você faz isso muito bem!

    www.devaneiosdaalice.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Se eu pudesse voltar atrás, cometeria os mesmos erros para ser quem sou. Amei seu blog.

    ResponderExcluir