Próxima estação

27 outubro, 2014


Ela se olhou mais uma vez pela tela do celular para ver se havia algo errado com sua maquiagem. Assim como há 5 minutos atrás, não havia. Olhou pela janela e observava as pessoas nas estações. Elas iam e vinham, passos apressados, olhares no relógio, mãos dadas ou batucando no ar alguma música agitada. Respirou fundo, sentiu as mãos suarem. Já fazia tanto tempo... Não sabia ao certo como deveria agir, o que falar. Mas tinha certeza do que sentia, e isso a assustava ainda mais. Olhou o horário e afundou-se no assento, tentando não pensar demais.  Próxima estação: seu destino. Os passos rápidos combinavam com as batidas do seu coração. Olhou para cima e ele estava lá. O mesmo cabelo bagunçado, o mesmo sorriso torto e os olhos que brilhavam ao admirá-la em seu desfile tímido ao seu encontro. 

Era tão bom sentir aquele frio na barriga que só acalmava quando ele a abraçava.

2 comentários:

Comente pelo Facebook

  1. Às vezes tudo o que a gente precisa é daquela pessoa que vai fazer com que o mundo ao nosso redor deixe de existir. *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Lenah! E quando a gente encontra, essa sensação é tão boa *-*

      Excluir