Abaixe as Armas

22 outubro, 2014

Respira fundo, olha nos olhos dela e diz tudo o que te incomoda. Chegou a hora de colocar as cartas na mesa. Você ainda não cansou desse campo de batalha? Abaixa as armas e o tom. Para de acusar e reconhece seus próprios defeitos e erros. Ela está ali, tão perto e tão longe. Sob as mesmas paredes que você mas com o pensamento em cada palavra que você disse e a magoou. Procurando por uma palavra mágica que acabasse com tudo isso que divide mais ainda vocês dois. 

Talvez a saída mais fácil fosse fugir, e você é realmente bom nisso. Mas algo faz com que você fique. E tente. Mas talvez esteja tentando da maneira errada. Se aproxima e não fala nada. Abraça e deixa ela chorar as mágoas que estão remoendo. Chorar as brigas, os insultos, os gritos. Deixa ela lavar a alma e soluçar baixinho no seu peito. Se ela ainda está aqui é porque ainda sente que vale a pena. É porque algo dentro da cabeça e do coração dela diz que isso ainda tem jeito. É só vocês cederem. 

Pega ela pela mão e diz que precisa dela. Que vocês vão superar tudo isso. 



Escuta as queixas dela e assume tua parcela. Diz tudo o que te chateia também. Fala que sente falta daquele sorriso que ela tinha e que iluminava seu dia. Diz que está disposto a fazer de tudo por vocês se ela também se comprometer. Ela está esperando sua atitude para se atirar de cabeça novamente. Tudo isso é só o jeito dela de se proteger. Ela não quer mais se magoar. Ela tem medo, tem dúvidas e precisa que você sane tudo isso. Ela precisa confiar em você. 

Deita com ela na cama e fica ali em paz. Deixa o silêncio acalmar os corações e fazer vocês se aproximarem novamente. Relembra o quão bom era tê-la em seus braços. O quanto você adorava o cheiro dos cabelos dela. E o quanto a pele dela é macia e quente. Dá risada do jeito todo desengonçado dela de se ajeitar na cama. Jeito que ela jura ser o mais confortável e que para você parece uma manobra acrobática. Aos poucos você vai relembrando de tudo o que te fez se apaixonar por aquela mulher. Todos os pequenos detalhes que fazem dela única. 

Guarda essa imagem na cabeça. Para toda vez que a raiva vir, você lembrar que a paz que você tem no abraço dela, você não vai encontrar em lugar algum. Que os beijos que ela te dá são os mais puros e sinceros possíveis. São todos pra você. Então para de bobagem. Pula de cabeça com ela. Agarre-a e não a deixe ir embora nunca mais. Só não deixe para abaixar as armas quando ela já tiver abandonado a trincheira.

14 comentários:

Comente pelo Facebook

  1. Ah! Belíssimo texto, sendo que um trecho em particular mexeu muito comigo: " a paz que você tem no abraço dela, você não vai encontrar em lugar algum"... Demais! :D

    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Yasmin, muito obrigada pelo comentário!
      Tem sempre aquele alguém que quando te abraça, faz o mundo parar né?

      Volte sempre, beijo!

      Excluir
  2. Belo texto,que serve até de conselho para muitos rapaizinhos apaixonados por ai que não tem coragem para se declarar :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Nay, muitos relacionamentos melhorariam e até se salvariam se as pessoas acusassem menos e se esforçassem mais.

      Muito obrigada pela visita, beijo!

      Excluir
  3. Que texto lindo! Adorei muito, você escreve muito bem! ♥
    http://totalmenteanta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pela visita e pelo comentário, Dani!
      Volte sempre, beijo!

      Excluir
  4. nossa ! amei o texto,tu escrevi muito bem *-* beijos e sucesso !!

    http://www.worldoffashionbea.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sucesso pra nós, Bea! Obrigada pela visita.

      Excluir
  5. Oi dai, q liiiiindo, dentro de nos esse sentimento esta muito aflorado <3
    Me visite tbm dai:
    Gilvaniaevans.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade... Que bom que se identificou com o texto.
      Vou dar uma passadinha no seu blog. Volte sempre!

      Excluir
  6. Acho que esse é daqueles textos que podemos facilmente nos identificar, ia lendo alguns trechos e inevitavelmente pensando em situações que já aconteceram comigo. Acho que tu conseguiu passar nesse texto sentimentos comuns de todas as pessoas que já se apaixonaram algum dia. Parabéns, Day!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own, obrigada Lenah! Acho que todo mundo passa por uma crise no relacionamento e chega naquele momento que não sabe como resolver.

      Beijo!

      Excluir
  7. Que texto lindo. Juro que li ele no momento certo. Estou casada e grávida. Mulher cheia de hormônios é um bicho complicado, ainda mais quando o homem da relação não é lá muito de demonstrar seus sentimentos. Muitas vezes é necessário, para mim, sentar e conversar, pedir que ele fale tudo o que gosta em mim e o que não gosta. Sou carente e preciso que ele demonstre sempre que me ama. Faço minha parte, tento lembrá-lo sempre do porque nos apaixonamos.
    Beijos

    http://vidasempretoebranco.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lary, primeiramente, parabéns pelo bebê! Muitos homens tem dificuldade mesmo de abrir seus sentimentos. Mas pelo o que entendi, você já conversa bastante com ele, então provavelmente aos poucos ele vai se abrindo pra você. Felicidades pra família e obrigada pela visita.

      Excluir