3 anos de BdG!

26 setembro, 2016
Sábado o Facebook me lembrou de algo que me fez sorrir muito. Há exatos 3 anos, eu virei blogueira. Ainda sem saber ao certo como fazia, por incentivo dos amigos eu fui lá e criei, na cara e na coragem. Só postava meus textos, afinal "quem iria querer ver minha fuça, sendo eu uma ilustre desconhecida?". Parece que foi ontem que eu comecei da forma mais despretensiosa do mundo, porém cheia de amor, esse projeto.

Créditos: cbaquiran

E então, comecei a descobrir esse mundo mágico. Aos poucos fui recebendo visitas, fui ganhando seguidores. De repente, eu citava meu blog e recebia um comentário do tipo "poxa, eu já conheço e amo!". E isso, de verdade, não tem preço.

Sempre fui eu. O BdG sempre teve minha alma, mesmo quando nem tinha esse nome. É incrível olhar para trás e ver tudo o que conquistei, tudo o que já cresci e como me desenvolvi. Perdi o medo de me mostrar, perdi o medo até de gravar vídeos hahah alcancei outros países, fiz amizades pra vida toda (inclusive, um obrigada especial a Amanda, Simone e Bruna por serem minhas companheiras no blog e na vida), conheci grupos que me ensinaram muito, tive a oportunidade de ser colaboradora em outros blogs, aprendi coisas novas, ensinei, emocionei, fiz rir.

Obrigada aos amigos que SEMPRE me apoiaram (uma nota especial ao Cleberson e a Angel pelo empurrãozão inicial). Obrigada aqueles que acompanham, que comentam, que divulgam. Isso é parte de vocês também. Sabe aquela coisa de fazer o que se ama? Pois é, há 3 anos eu tô fazendo, e o amor que recebo de volta é imensurável.

Preciso agradecer especialmente ao Anderson Pires também. Que foi colaborador, que ajudou com ideias e que é parte fixa de tudo isso, afinal, as portas estão sempre abertas para ele e seus textos e poemas sempre foram inspiradores para mim. 

Estou longe de ser uma blogueira grande, mas o que tem de maior em cada parte desse projeto é o amor. Mesmo que eu tenha que me afastar por um tempo algumas vezes, eu sempre volto. Porque eu me sinto bem. Porque é isso que eu gosto de fazer. Provocar sorrisos - e às vezes choros de emoção, eu sei, me perdoem ahaha -, ensinar algo útil e me sentir próxima a vocês. Obrigada por acompanharem, obrigada por estarem aqui. Esses foram os primeiros 3 anos de muitos outros que virão...

10 coisas para realizar nos próximos 30 dias

22 setembro, 2016
Olá, galerinha! Tudo bom com vocês? A postagem de hoje é uma blogagem coletiva do Daydream, um grupo muito legal de interação do Facebook. Confesso que andava meio preguiçosa esses dias e, quando vi esse tema, senti que era o empurrãozinho que faltava para reorganizar as coisas.



A temática é simples: Precisávamos escolher 10 coisas e realizar todas em 30 dias. O prazo limite de escolha é até o fim desse mês, logo terei até o fim de outubro para riscar todos esses itens da lista e comemorar.

Bora conferir o que escolhi como meta?

Retomar o canal – Por favor e obrigada! Hahaha Esse ano foi de muitas mudanças para mim, fiquei sem computador e sem internet boa parte dele. Mas agora, com tudo sob controle já está mais do que na hora de retomar os conteúdos para o canal. Até porque tenho muitas pautas em mente (algumas até sugeridas pelos leitores lindos desse humilde bloguito) e preciso colocar todas para funcionar.

Voltar com o cronograma do blog – Ainda na mesma pegada – e esse post já é o primeiro passo –, vou desenvolver os conteúdos programados para o blog e montar um cronograma cheio de novidades para o blog. Retomar projetos antigos e começar coisas novas. Minha cabeça está a todo vapor!

Ser mais positiva – Muitas vezes a gente tende a pensar que as coisas vão dar errado, acabamos desmotivados e perdendo a chance de fazer coisas novas ou melhorar as que já existem. Coloquei pra mim a meta de ser realista sim, mas de forma positiva. Pensar que o melhor pode acontecer em cada situação. É aquilo que todo mundo diz: o que você joga no mundo retorna pra você. Se você exala positividade, coisas boas virão.

Fazer o Bem – Isso é algo que acabamos perdendo ou esquecendo no dia-a-dia também. Na correria, acabamos pensando em nós mesmos e ignoramos tudo o que está a nossa volta. Fazer o bem é algo que alimenta a alma, e pode ser em pequenas ações. Aliás, pequenas para nós, mas enormes para quem recebe.

Economizar dinheiro – Isso mais do que uma meta, é uma necessidade! Acabamos gastando mais do que deveríamos com coisas superficiais e atrasando metas importantes. Já comecei meu planejamento financeiro mas preciso me aprofundar. Vou aproveitar esse post para juntar ainda mais dinheiro. Guardar as moedinhas, pensar duas vezes antes de comer no BK... Tudo o que me ajude a salvar um Money no fim do mês.

Terminar os livros que iniciei – Comecei três livros recentemente e... Estão parados no momento! Minha maratona de Full House (que iniciei depois que assisti Fuller House como contei aqui) me fez abandonar meus parceiros. Mas, não posso ser injusta com eles e terminarei todos esse mês mesmo! Até porque Black Friday tá aí e é uma ótima oportunidade para comprar novos...

Decorar meu cantinho – Eu me mudei (novamente) faz alguns meses, mas ainda não decorei meu canto do jeito que quero. Faltam os móveis e a maioria dos meus mimos de decoração ainda estão na casa dos meus pais. Vou aproveitar outubro para deixar tudo lindo e inaugurar o novo cenário do canal. Já linka com o item 1, tá vendo? Tudo friamente calculado.

Ser mais saudável – Eu andava comendo muita besteira e isso afetou muito a minha vida: Sem disposição, azia, dor de estômago. Estou revendo meus hábitos e minha alimentação. Já fiz uma listinha de tudo o que preciso comprar para passar o mês sem ter que apelar para a batata frita no jantar hahaha

Cozinhar algo diferente – Aproveitando o gancho anterior: Quero cozinhar coisas novas. Confesso que cozinha nunca foi o meu forte e que saí de casa sabendo apenas o combo macarrão-arroz-frango grelhado. Nesses meses já aprendi umas receitas mais requintadas e coloquei como meta aprender mais, garantir o almoço de domingo dos amigos um dia.

Presentear alguém importante fora de data – Nunca é demais dizer para quem é importante para nós o quanto essa pessoa é amada. Quero fazer um presentinho (isso mesmo, fazer, DIY pra ser mais especial ainda) e entregar para uma (ou muitas) pessoas que eu gosto. Certeza que será um mimo que fará alguém sorrir, e isso é sempre bom.

E aí, quem sabe essa postagem te anima a fazer algumas mudanças na sua vida, hein? Mês que vem você irá conferir como eu me saí com todas essas coisas.

O dia acabou

31 agosto, 2016
Ei, você. O dia acabou. O mês acabou. Logo o ano acaba também. E o que você fez? Quais planos concretizou? Quais lugares conheceu? Quantas pessoas abraçou? A vida é líquida demais para nos enchermos de "ses". Quando dermos conta, ela já vai ter escorrido pela nossa mão sem nem percebermos. Então vai lá, deixa uma luzinha acesa. Na sala, no quarto, dentro de você. Não deixa esse brilho chamado esperança apagar mesmo que as coisas pareçam difíceis.


Porque vou te falar com todas as letras: AS COISAS PASSAM. E isso vale pras boas também. Não adianta se prender feito uma rocha no meio do caminho e dizer que ali está bom. Sempre tem um lugar melhor no fim da estrada. Sabe aquela velha historia do arco-íris que você cansou de escutar? 

Não se preocupa, não. Não pense que está muito tarde só porque o dia acabou. Amanhã haverá outro primeiro. E ainda terão muitos mais...

A vida pode estar difícil, eu sei. Enquanto você está lendo isso pode estar pensando como amanhã seria um belíssimo dia para não levantar da cama. Talvez uma semana. Talvez um mês. Talvez o brilho do sol ou o barulho da chuva não sejam tão convidativos como eram antigamente. E eu não te culpo. Baita aventura é esse tal de viver. Tem horas que parece que a gente perde as forças e nem adianta tentar. Mas lembra o que eu disse antes? Pode adotar esse clichezão mesmo porque PASSA. Vai viver. Vai tentar. Mesmo que doa depois. Mesmo que não dê certo.

Pare de esperar o momento certo. Ele é exatamente quando você sente que é a hora. Aquela intuição, o aquecer no peito, a vontade sem explicação. E você pode estar perdendo exatamente por medo.

Ah, o medo. Esse insistente que bate na porta e tenta a todo custo se acomodar na nossa vida. Pegar todo o espaço pra si e te deixar ali, encostado no canto, se perguntando como é que foi ficar assim. Não perca as rédeas da sua vida. Se for preciso, arrisque. Se for preciso, fique. Se for preciso, beije. Se for preciso, deixe ir. Se for preciso, mude. Se for preciso, defenda quem você é. Só não espere ser o último agosto para perceber que tudo poderia ser diferente...